Como Começar um Canal no Youtube

Quer saber como começar um canal no Youtube e formar a sua audiência utilizando vídeos? Na verdade é mais simples do que se pensa, porém é necessário conhecer as principais estratégias para que o seu canal possa realmente desempenhar a função de uma rede social, ou seja, ser efetivamente um canal de comunicação entre você e seu público.

Só um arquivo pessoal…

Primeiramente, é necessário considerar que um canal no Youtube não serve apenas para baixar vídeos ou como uma espécie de arquivo pessoal. O Youtube é uma ferramenta poderosa de marketing, se usado de maneira inteligente.

Muitos desconhecem o poder que há nos vídeos online, ainda mais se compartilhado nos meios de comunicação certos. E aqui cabe um dado importante: Como começar um canal no Youtube é um dos maiores questionamentos que as pessoas fazem, mesmo porque existem muitos assuntos a serem abordados, diversas formas e estilos diferentes de vídeos a serem feitos.

Por onde começar?

  • Dominar o assunto

Preocupe-se sempre em transmitir algo educativo, que a sua audiência se sinta satisfeita com o seu conteúdo. É imprescindível entender que o seu canal precisa, necessariamente, ser útil à sua audiência. Este é o primeiro ponto a ser considerado.

Para que você entregue conteúdo útil à sua audiência,  é sempre recomendável que haja um total domínio sobre o assunto a ser abordado, para isso acontecer, basta falar sobre algo que você realmente ama. Compartilhe conteúdos que você realmente conhece e se sente seguro em falar.

Se você gosta muito de falar sobre imóveis, por exemplo, reúna as dúvidas mais frequentes dos seus clientes. Se você ainda não tem um rol de clientes, pesquise, estude tudo a respeito. Você vai ver como um vídeo de 5 minutos será produzido rapidamente e ainda vai faltar tempo para tanto assunto.

Além do mais, caso você não se sinta seguro o suficiente, estude, pesquise, invista seu tempo em estudar o seu ramo. Tenha prazer em alimentar a sua audiência com conteúdos relevantes para ela. Certamente, seu público vai sentir vontade de voltar a consumir o próximo vídeo e vai se tornar seu cliente.

A segurança transmitida naquilo que é falado no vídeo proporciona uma fluidez e espontaneidade maior. Você está à vontade e, sem pestanejar, entrega o que o público quer. Tenha certeza: sua audiência sente isso.

Você já viu alguém “travado” em um vídeo? É um pouco constrangedor, além de ser incômodo para quem está tentando consumir algum conteúdo na internet. Um vídeo feito nestas condições jamais terá uma mega audiência, ou, no mínimo, essa audiência vai procurar o vídeo mais pelo lado cômico do que pelo conteúdo em si. Por isso, é bom que você faça de tudo para se sentir à vontade em frente à câmera e, dominar o assunto é um dos pontos-chave para você transmitir segurança e credibilidade para o seu público. Isso é essencial!

  • Faça uma pauta

Pensar nos assuntos para seus vídeos talvez seja a etapa mais complexa antes de ir para a parte prática (gravar). Por isso, é importante conhecer o perfil da sua audiência, seja idade, preferências, perfil profissional, se é homem ou mulher, faixa etária, etc. Estes são dados extremamente úteis para saber qual o conteúdo a ser transmitido nos vídeos. Eu já abordei sobre este assunto em um dos meus vídeos. Se quiser saber mais detalhes é só clicar AQUI.

Definida esta parte, você vai precisar organizar as etapas da produção dos seus vídeos. Neste caso, uma pauta é a primeira ação a ser feita.

Um exemplo: No caso do meu canal, eu sei que os meus seguidores curtem assuntos relacionados à: equipamentos, edição, dicas de Youtube, dicas de produção, publicação, ou seja, tudo relacionado ao mundo dos vídeos.

Lembre-se que estamos falando de uma PAUTA e não do roteiro!

A pauta é como um roteiro simplificado. Ela serve para guiar a pessoa que está gravando para que esta saiba quais os tópicos principais do assunto a ser abordado, sem perder “o fio da meada”. Diferentemente do roteiro, que vai desempenhar um papel mais aprofundado de tudo o que será falado durante a gravação.

É na pauta que você precisa incluir todos os pontos-chave que não podem deixar de ser ditos no vídeo, como por exemplo, uma CTA (Call to Action) ou Chamada para Ação, onde você vai pedir para que a sua audiência aja de acordo com o que você necessita. Umas das CTAs que não podem faltar no vídeo é pedir para que a pessoa se inscreva no seu canal, curta a sua página (dê um like) e ainda que deixe um comentário. Todas essas ações são importantíssimas para a  evolução do seu canal. É este detalhe no seu vídeo que vai gerar a sua base de fãs ou seguidores. Por isso, não se intimide. Use as suas “armas de persuasão” para engajar seu público e convencê-los a te seguir.

Saiba que a construção da sua audiência não acontece da noite para o dia. Então, não tenha pressa. Preze pela qualidade sempre.

Formas de monetizar o seu negócio com vídeos:

Você sabia que é totalmente possível manter os vídeos como um negócio?

Sim! Você pode:

  • Atuar como um promotor de cursos digitais – o marketing de afiliação é o mais indicado neste caso;
  • ou você pode se Tornar um infoprodutor criando o seu próprio curso digital, um treinamento;
  • Oferecer uma mentoria;
  • Oferecer um e-book;
  • Promover encontros online para oferecer qualquer um desses serviços;
  • Etc

No meu negócio o que eu faço é usar o Youtube como “motor” para aumentar a capacidade de divulgação do meu trabalho e, em determinado momento, eu ofereço os produtos que eu tenho, que no caso, são os infoprodutos (cursos digitais) e treinamentos, capacitações e etc, e esta é a forma com a qual eu monetizo os meus vídeos.

A base para se chegar a este patamar de monetização é a entrega de valor nos vídeos com conteúdos gratuitos dentro do Youtube, o que gera um relacionamento sólido, de confiança com a audiência.

inúmeras formas de monetizar os seus vídeos. Você precisa apenas pensar estrategicamente no que você vai fazer para que as pessoas invistam nos seus conteúdos ou serviços e para que você continue produzindo e compartilhando os seus vídeos.

Mesmo que seja um vídeo de humor. Veja o Whindersson Nunes, um dos maiores youtubers do mundo se apresenta em vários lugares pelo Brasil e se mantém desta forma, além dos patrocínios que ele já conquistou com seus vídeos de humor. Seus shows de stand up lotam teatros. Como ele faz isso? Simples. Além de manter a sua linha cômica contando histórias de sua infância e do seu dia-a-dia, ele usa seus vídeos semanais do canal no Youtube para informar a audiência sobre os locais dos seus shows.

Kefera Buchmann, outra youtuber de grande sucesso aqui no Brasil, já fez um filme e escreveu um livro. Ambos os exemplos citados aqui têm sua fonte de renda a partir dos vídeos postados no Youtube, ou seja, eles apoiam o negócio deles em alguma coisa do “mundo real”.

Como você pode ver, é possível, sim, monetizar seus vídeos, basta ser criativo e conhecer os caminhos para conseguir se manter através deles. O próprio negócio vai render para você.

 

Dica para manter seu canal

Agora que você já sabe como monetizar seus vídeos, vai precisar ficar atento em outro ponto: a manutenção do seu canal. Esta é uma das etapas mais importantes, pois ela contém o segredo para manter a audiência e continuar conquistando novos seguidores que vão consumir seus conteúdos e investir no seu negócio.

Se você acha que a educação é cara, experimente a ignorância

Jim Rohn

Nunca deixe de INVESTIR EM VOCÊ. Seu conhecimento é tudo o que você tem de maior valor, pois é ele quem vai abrir portas para novos caminhos e oportunidades. Pesquise, estude, siga pessoas que vão agregar conhecimento e expertise para o seu negócio. Isso é fundamental para o seu negócio com vídeos!

Se você conhece algum curso que vai te ajudar a evoluir, invista nele! Tente se aproximar do seu mentor. Leia livros que vão te ajudar a entender melhor o mundo em que você está mergulhando.

Capacite-se!  Invista na sua educação para aprender a fazer bons vídeos.

Te convido a conferir este conteúdo completo no vídeo abaixo:

Curta, comente e compartilhe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...